COLETÂNEAS

O quem depois? - Contos

2020 - O mundo é castigado pelo mais enigmático dos seres: Um vírus! Um cenário pandêmico assola a humanidade trazendo privações, dores, mortes, distanciamento social e instabilidade emocional. O colapso econômico mostra-se inevitável. Conceitos, posturas, valores, prioridades, visões de mundo e o próprio sentido da vida pedem ressignificação. Do futuro apenas uma certeza, a de que o mundo não será o mesmo.

O que vem depois?

Há quem vislumbre um mundo mais igualitário, o fim da fome e da indiferença que nos separam. Para esses a pandemia é um aprendizado, um elemento transformador, cujo legado levará as pessoas a uma nova etapa evolutiva. Nunca se teve tanto tempo para refletir, para escutar a voz interior ou a voz da natureza tão silenciadas pelas ilusões do corre-corre frenético e frieza que alimentam um consumo brutal e vazio. Emergiremos da grande verdade coletiva e atingiremos o Nirvana social, promovendo o fim das disparidades e injustiças que sufocam o exercício do ideal humanista. Há seres nos acolhendo e falando ao nosso inconsciente?

O que vem depois?

Há quem se prepare para o caos, um mundo onde quem tem acesso a remédios e mantimentos está no topo da cadeia social.

A máscara cairá revelando um futuro friamente planejado. Perdas e sacrifícios seriam só o resultado de um genocídio programado. O colapso das engrenagens políticas trará um mundo enfraquecido e facilmente dominado por mãos de ferro.

Nunca o futuro foi tão dependente do passado. O que ele nos reserva?

O que gerou a pandemia? A seleção natural? Um acidente? Um experimento de guerra? A lei cármica do universo? O salto quântico das consciências coletivas? Estamos sendo vítimas de um projeto de aniquilação em massa? Há seres nos observando, nos nutrindo e nos matando?

***

A quem serve a pandemia? A um mundo com uma nova consciência ou àqueles que nos vigiam das sombras?

AUTORES PARTICIPANTES
LEIA O REGULAMENTO

http://editoracja.com.br/files/arquivos/I00677svD8UPEzi435QH.pdf